7 plataformas e conselhos para quem quer estudar online

Opções como Udacity, Coursera e edX oferecem os conteúdos mais inovadores produzidos no mundo para quem quer se atualizar. Mas a escolha requer alguns cuidados

Nos próximos anos, a qualificação em áreas tecnológicas será um dos pré-requisitos básicos para quem deseja conquistar novas oportunidades de trabalho. De acordo com o relatório divulgado pela consultoria McKinsey em dezembro de 2017, 15 milhões de pessoas vão perder o emprego até 2030, somente no Brasil, devido à evolução da inteligência artificial e da automação.

A mesma pesquisa afirma, no entanto, que um número ainda maior de profissões será criado. Os profissionais capazes de atuar nelas são aqueles que priorizaram a educação e o desenvolvimento de suas habilidades, uma vez que todas essas mudanças que estão acontecendo vão acelerar o mercado de trabalho — podendo ser enxergadas não como risco, mas como oportunidade.

Nesse contexto, as plataformas digitais vêm ganhando cada vez mais destaque como opção para quem quer se capacitar e encontrar melhores oportunidades de trabalho.

“Aprender o tempo todo, independentemente do estágio de maturidade da carreira, é fundamental para que a gente não se torne obsoleto. Temos que ser capazes de estudar e trabalhar ao mesmo tempo, e isso é facilitado pela experiência que as plataformas online oferecem”, destaca Carlos Souza, diretor-geral para América Latina da Udacity, empresa que oferece cursos online em parceria com gigantes como Google, Facebook e Amazon.

Uma característica fundamental das plataformas digitais é que elas possibilitam um ritmo de lançamento e atualização de cursos de forma rápida, garantindo que os conteúdos estejam sempre atualizados e alinhados às inovações que surgem no mundo todo. O ensino a distância também oferece maior praticidade ao permitir que as pessoas aprendam a qualquer hora e lugar.

Muitos cursos online são desenvolvidos em parceria com especialistas e empresas que estão construindo as principais inovações do mundo. Aprender com eles é dominar o que existe de mais quente em sua área, reforça Carlos.

Conheça 7 opções de plataformas digitais para se qualificar:

Udacity — Conhecida como Universidade do Vale do Silício, oferece mais de 20 cursos nas áreas de tecnologia e negócios como marketing digital, ciência de dados, machine learning, redes neurais e realidade virtual – todos em português. O preço varia de R$ 399,00 a R$ 3.399,00 e inclui mentoria, revisão de projetos por especialistas e certificado. Também estão disponíveis cursos gratuitos que podem ser iniciados a qualquer momento. www.udacity.com.br

Coursera — Em parceria com universidades e instituições de ensino no mundo todo, disponibiliza cursos nas áreas de negócios, tecnologia da informação, desenvolvimento pessoal, etc. Há diversas opções ministradas em português e o aluno pode receber seu certificado mediante o pagamento de uma taxa que varia conforme o curso. pt.coursera.org

edX — Fundada por Harvard University e MIT em 2012, seus cursos cobrem as áreas de negócios, engenharia, economia, ciência da computação, etc. Dentre as mais de 1800 opções, apenas três são oferecidas em português. www.edx.org

Veduca — A plataforma brasileira oferece cursos ministrados por professores de reconhecidas instituições de ensino parceiras, como a USP. Ao optar pelo curso certificado, no valor de R$ 79,00, o aluno tem a oportunidade de fazer a avaliação do curso e receber um certificado digital. veduca.org

FGV Online — Lançada em 2000 pela Fundação Getúlio Vargas, disponibiliza opções das mais diversas áreas, como gestão empresarial, marketing, direito e até relações internacionais. Seus cursos são gratuitos, abertos a todos e sem pré-requisitos.www.fgv.br/fgvonline

Sebrae — Os cursos a distância são totalmente gratuitos e estão divididos de acordo com o perfil e necessidade de quem deseja abrir um negócio: finanças, vendas, empreendedorismo, planejamento, inovação, pessoas e leis são alguns dos principais temas.www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/ead/

Eduk — A plataforma oferece mais de 1200 cursos e tutoriais, do básico ao avançado, para quem quer aprender com especialistas premiados, autores de livros e empreendedores. Há opções nas áreas de artesanato, estética, moda, design, gastronomia e fotografia — e os valores vão de R$ 238,80 a R$ 358,80 anuais. www.eduk.com.br

Cuidados na escolha
Certos cuidados também devem ser tomados antes da escolha da instituição e do curso a ser realizado. É preciso estar atento a certos aspectos na hora da tomada da decisão, para não haver arrependimentos. E, lembre-se, acreditar que este tipo de curso dispensa dedicação é um mito.

Confira, a seguir, algumas dicas de especialistas ouvidos pela CIO para quem deseja se preparar por meio desta modalidade de estudo:

1- Pesquise sobre a instituição
Antes de se matricular, é importante conhecer a instituição escolhida. A tradição e idoneidade são essenciais. Verifique se ela está devidamente cadastrada nos órgão regulares e se possui o credenciamento necessário para oferecer tais cursos. Aproveite também para saber sobre a validade do certificado no mercado e o seu reconhecimento.

2- Se possível, conheça o estabelecimento
Visitar as sedes e polos ajuda a conhecer a estrutura da escola e a maneira como está organizada, se possui laboratórios à disposição dos alunos e as suas instalações. Além disso, procure saber se a escola possui aulas presenciais e, caso seja possível, assista a uma dessas apresentações, pois assim será uma maneira de conhecer os métodos de ensino.

3- Avalie a qualidade do material
Para quem realiza um curso de educação a distância, a qualidade do conteúdo do material didático é essencial. Informe-se sobre como ele está disponível (online, para impressão ou enviado no domicílio), se o seu valor está incluso no preço do curso, como ele é preparado, se possui erros e se está adequado à modalidade de curso pretendida.

4- Verifique se há meios de contato com a instituição e professor
Além do material didático e da estrutura da escola, o aluno deve se preocupar com os meios de comunicação que a instituição oferece. É importante que as ferramentas para obter informações ou tirar dúvidas sejam acessíveis, ágeis e eficientes. Cheque também quais são as opções de contato entre aluno e professor, se há chats e reuniões online, encontros e ou livre comunicação via telefone ou e-mail.

5- Acesse a grade curricular
Nem sempre pelo nome do curso é possível saber todos os assuntos abordados. É imprescindível analisar a grade curricular do ensino, conhecer as disciplinas, o que será abordado em cada aula e ver se o foco ensinado condiz com aquele que o aluno precisa para obter uma preparação satisfatória.

6- Analise currículo dos professores
É essencial conhecer o potencial do quadro de professores da instituição. Procure saber sobre a formação e capacitação técnica, bem como a experiência dos profissionais em relação ao ensino a distância. Os educadores devem possuir uma formação sólida e que corresponda às necessidades dos alunos.

7- Converse com atuais e ex-aluno da instituição
O contato com alunos que estão realizando ou que já concluíram um curso na instituição pode dar subsídios para a tomada de decisão. Pesquise também órgãos de atendimento ao consumidor, que podem trazer registros de reclamações e a condução para a resolução das mesmas.

 

Esta entrada foi publicada em Atualidades, Notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta