Estromatólitos

Os estromatólitos são estruturas construídas por microorganismos envolvidos por uma fina camada mucilaginosa que formam um tipo de tapete biológico com consistência gosmenta a gelatinosa.
0_urlOs estromatólitos são estruturas construídas por microorganismos envolvidos por uma fina camada mucilaginosa que formam um tipo de tapete biológico com consistência gosmenta a gelatinosa. Formavam-se através da atividade metabólica de organismos protistas, especialmente bactérias e/ou algas azul-esverdeadas (cianofitas). Ao captarem os carbonatos existentes nos meios onde viviam, e metabolizá-los, depositavam-nos em suas membranas celulares. Estes organismos constituíam relvas de algas, disseminadas nos fundos dos mares plataformais daquele momento geológico (pré-cambriano).
Este tapete fixa substâncias químicas dissolvidas na água, construindo assim, camada por camada, uma estrutura que toma forma e tamanho através da adição e aprisionamento de pequenos grãos, tornando-se, eventualmente, sólida. Os estromatólitos começaram a ser estudados na primeira parte do século XIX, quando também surgiu pela primeira vez o termo estromatólito, criado a partir da junção das palavras gregas: stroma (camada, tapete) + lithos (rocha). A formação dessas estruturas ocorre desde o Éon Arqueano, há muito tempo (3,85 bilhões de anos a 2,5 bilhões de anos atrás), até os dias de hoje. Assim, os estromatólitos estão entre as mais antigas evidências de vida encontradas no planeta Terra.
Fonte: IGEO UFRJ; RC-UNESP.

Esta entrada foi publicada em Biologia. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta