Garoto de 15 anos descobre planeta a mil anos-luz da Terra

Na verdade, o planeta descoberto por Wagg se assemelha muito a um exoplaneta já identificado na década de 1990. Por conta da semelhança, o planeta acabou sendo classificado em uma categoria de exoplanetas chamada “Júpiteres quentes”. Estes planetas são tão grandes quanto Júpiter, mas orbitam muito mais perto de seu sol. Por conta dessa proximidade, o planeta pode alcançar temperaturas na casa dos mil graus Celsius. (Daí o "quente" em Júpiteres quentes). O exoplaneta de Wagg está localizado em um sistema solar distante distante na Via Láctea, mais precisamente, a mil anos-luz da Terra. É do mesmo tamanho de Júpiter, mas só leva dois dias para orbitar seu sol. A nível de comparação: Júpiter leva 12 anos terrestres (4.272 dias) para orbitar o sol. Como encontrar um planeta? Não é tão complicado descobrir um exoplaneta como o de Wagg. Com os modernos telescópios e uma técnica básica de detecção, qualquer um pode explorar o Universo. Normalmente, a detecção é feita quando os planetas passam “em frente” a sua estrela-mãe, fazendo uma espécie de sombra na luz que vemos daqui da Terra. Desde 2009, o famoso telescópio espacial Kepler, da NASA, tem sido usado a fim de detectar potenciais exoplanetas em toda a Via Láctea.

Na verdade, o planeta descoberto por Wagg se assemelha muito a um exoplaneta já identificado na década de 1990. Por conta da semelhança, o planeta acabou sendo classificado em uma categoria de exoplanetas chamada “Júpiteres quentes”. Estes planetas são tão grandes quanto Júpiter, mas orbitam muito mais perto de seu sol. Por conta dessa proximidade, o planeta pode alcançar temperaturas na casa dos mil graus Celsius. (Daí o “quente” em Júpiteres quentes).
O exoplaneta de Wagg está localizado em um sistema solar distante distante na Via Láctea, mais precisamente, a mil anos-luz da Terra. É do mesmo tamanho de Júpiter, mas só leva dois dias para orbitar seu sol. A nível de comparação: Júpiter leva 12 anos terrestres (4.272 dias) para orbitar o sol.
Como encontrar um planeta?
Não é tão complicado descobrir um exoplaneta como o de Wagg. Com os modernos telescópios e uma técnica básica de detecção, qualquer um pode explorar o Universo. Normalmente, a detecção é feita quando os planetas passam “em frente” a sua estrela-mãe, fazendo uma espécie de sombra na luz que vemos daqui da Terra. Desde 2009, o famoso telescópio espacial Kepler, da NASA, tem sido usado a fim de detectar potenciais exoplanetas em toda a Via Láctea.

Na verdade, o planeta descoberto por Wagg se assemelha muito a um exoplaneta já identificado na década de 1990. Por conta da semelhança, o planeta acabou sendo classificado em uma categoria de exoplanetas chamada “Júpiteres quentes”. Estes planetas são tão grandes quanto Júpiter, mas orbitam muito mais perto de seu sol. Por conta dessa proximidade, o planeta pode alcançar temperaturas na casa dos mil graus Celsius. (Daí o “quente” em Júpiteres quentes).

O exoplaneta de Wagg está localizado em um sistema solar distante distante na Via Láctea, mais precisamente, a mil anos-luz da Terra. É do mesmo tamanho de Júpiter, mas só leva dois dias para orbitar seu sol. A nível de comparação: Júpiter leva 12 anos terrestres (4.272 dias) para orbitar o sol.

ESQUEMA MOSTRA UM EXOPLANETA TRANSITANDO EM FRENTE A SEU SOL (FOTO: REPRODUÇÃO)

ESQUEMA MOSTRA UM EXOPLANETA TRANSITANDO EM FRENTE A SEU SOL (FOTO: REPRODUÇÃO)

Como encontrar um planeta?
Não é tão complicado descobrir um exoplaneta como o de Wagg. Com os modernos telescópios e uma técnica básica de detecção, qualquer um pode explorar o Universo. Normalmente, a detecção é feita quando os planetas passam “em frente” a sua estrela-mãe, fazendo uma espécie de sombra na luz que vemos daqui da Terra. Desde 2009, o famoso telescópio espacial Kepler, da NASA, tem sido usado a fim de detectar potenciais exoplanetas em toda a Via Láctea.

Esta entrada foi publicada em Astrofísica, Atualidades, Cosmologia, Notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta