Movimentação de estrelas pode representar o fim da Terra

Que o planeta Terra pode ser atacado e desaparecer, todos já sabem. O que muda nesse fato são as diversas teorias acerca de como isso aconteceria. Ataques de seres desconhecidos, cometas, meteoros e, agora, explosões vindas de estrelas. Essa é a nova teoria, construída após estudo conduzido pelo pesquisador Bailer-Jones, do Instituto Max Planck, da Alemanha.

Movimentação de estrelas pode representar o fim da Terra

Movimentação de estrelas pode representar o fim da Terra

De acordo com o estudo, a tragédia só aconteceria nas próximas centenas de milhares de anos. Assim sendo, poderia afetar apenas o planeta e não a humanidade, já que é impossível prever sua continuidade em tanto tempo. O estudo propõe que a força gravitacional de algumas estrelas poderia empurrar em direção da Terra muitos cometas de uma vez só.

Como as estrelas estão em constante movimento,. Bailer-Jones acredita que duas delas podem “perturbar a ordem” e acabar afetando a Terra. A primeira é a Hip 85605, que tem 90% de chance de chegar a 0.13 anos-luz (aproximadamente 15, trilhão de quilômetros) de distância da Terra entre 240 mil e 470 mil anos. A outra é a GL 710, mas esta levaria três vezes mais tempo para se aproximar, o que a descarta como possível “agente causador do caos”.

O lado bom, além do tempo que isso levaria para acontecer, é que o próprio pesquisador admite que seu estudo levou muito tempo para ficar pronto e, por isso, foi feito em cima de dados obtidos ainda na década de 1990. Por conta desse fator, ele considera que pode haver imprecisão em seus números. Bailer-Jones, agora, irá refazer o estudo para dar mais precisão aos dados.

Esta entrada foi publicada em Astrofísica. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta