Plutão finalmente consegue seu lugar ao sol

A espaçonave New Horizons, da Nasa, está prestes a se tornar a primeira sonda a visitar o distante planeta Plutão, completando uma expedição de reconhecimento do Sistema Solar iniciada há mais de 50 anos.

Plutão finalmente consegue seu lugar ao sol

Plutão finalmente consegue seu lugar ao sol

A viagem de mais de 5 bilhões de quilômetros a Plutão, um mundo com surpreendente cor de pêssego e regiões contrastantes de luz e sombra em sua superfície, demorou mais de nove anos.

Durante a maior parte do trajeto, que equivale a voar 120.477 vezes ao redor da Terra, a sonda hibernou, poupando o desgaste de seus sistemas e reduzindo os gastos do controle terrestre para ajudar a missão a cumprir seu orçamento de 720 milhões de dólares.

Voando a 14 quilômetros por segundo, a New Horizons despertou em janeiro para começar a observar Plutão e sua lua primária, Caronte, localizada depois de Netuno na região do Cinturão de Kuiper, que foi descoberto em 1992.

Anteriormente, Plutão era considerado um planeta estranho e periférico do Sistema Solar, menor que a lua da Terra e deslocado entre os gigantes gasosos que ocupam o que outrora era visto como a fronteira do Sistema Solar.

Esta entrada foi publicada em Astronáutica, Astronomia, Notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta