Sinestesia

Sinestesia é uma condição neural, que faz com que as pessoas relacionem algo como um número a uma cor ou diversas outras coisas relacionadas a outras. Esta condição não é uma doença, é apenas uma associação subconsciente. Algumas pessoas com sinestesia já foram ou são bem dotadas mentalmente. Um exemplo do passado era Nikola Tesla, ele podia visionar suas invenções mentalmente com grande precisão antes de construi-las.
Atualmente temos alguns sinestetas brilhantes, um que se destaca é Daniel Tammet com sua super capacidade de cálculos e de memória, os cálculos são feitos pelo subconsciente, o que torna o fato mais incrível.sinestesia-grande
As descobertas da pesquisa sugerem que a sinestesia natural pode se desenvolver tanto como resultado de experiências da infância, bem como por causa da genética.
Imagine associar constantemente números ou letras com certas cores, ou ouvir uma palavra específica que te leva a sentir uma sensação de sabor específico na sua língua ou vice-versa.

Estas são algumas formas de uma condição neurológica chamada de sinestesia.
Sinestesia é quando um estímulo de um caminho neurológico cognitivo ou sensorial leva a uma resposta em outra via cognitiva ou sensorial. A sinestesia costuma ter causa genética.
As pessoas podem ter formas diferentes de sinestesia.

No interior da cabeça de quem tem sinestesia, isso é tudo muito normal.
Alguns vêem números, letras, palavras, com cores. Elas podem ter cores diferentes, personalidades, texturas, idades e sexos. As próprias cores podem ter gêneros.

Algumas formas de sinestesia incluem:

* A sua forma mais comum se manifesta transformando grafemas (letras, números e outros símbolos) em cores;

* Outros podem sentir uma sinestesia de sequência especial, como datas tendo locais específicos no espaço;

* Personificação ordinal linguística faz com que números possuam “personalidades”;

* A sinestesia de som para cor, em que acordes são percebidos como cores. Alguns sinestésicos manifestam que podem sentir a música com as mãos e podem explicar verbalmente a cor de um acorde, por exemplo;

* Ou a sinestesia espelho-toque, em que a pessoa sente dor ao ver outra pessoa se machucando.

Apesar de a sinestesia ser uma condição neurológica não deve ser considerada uma doença, pois não costuma interferir na habilidade funcional das pessoas. A maioria dos sinestésicos sequer sabe que suas experiências levam a mais respostas sensoriais do que em outras.

Aqueles que são sinestésicos raramente consideram a condição como tendo um impacto negativo em suas vidas.

Daniel Tammet é um sinestésico incomum, além de ver números com formas em uma imagem que se forma em sua mente, consegue usar sua sinestesia para fazer incríveis cálculos mentais.
Em um teste de cálculo, superou uma calculadora, a qual foi trocada por um computador que também fui superado pelo homem.
Cada número até 10 mil tem, em sua mente, um formato específico. Ele pode sentir os números e vê-los com cores e formas. Ele enxerga números maiores como se fossem paisagens.

Os cálculos que ele faz não são conscientes, ele diz que as respostas surgem para ele espontaneamente através das imagens mentais dos números que aparecem em sua mente. Ele pratica matemática, mas nem sequer “sabe” disso.

Ele participou de diversos experimentos científicos para provar suas habilidades. Em um deles os cientistas o conectaram a uma máquina similar ao detector de mentiras e exibiram o número pi com milhares de casas decimais para ele. Alguns dígitos haviam sido deliberadamente adulterados pelos cientistas. Daniel mostrou severas reações nervosas a estas alterações. Consternado ele disse “Eu estava vendo uma linda paisagem, [o número pi], e repentinamente uma montanha que costumava estar ali não estava mais. Como pode fazer isso com algo tão lindo?”.

Antigos relatos do grande gênio e inventor Nikola Tesla, mostram que ele havia desenvolvido a sinestesia. Apenas por ouvir o nome de um assunto, involuntariamente o visionava com detalhes realísticos. Os atuais sinestetas reportam sintomas semelhantes.
Tesla podia visualizar uma invenção no seu cérebro na sua forma precisa antes de avançar para a fase da construção, uma técnica por vezes conhecida como pensamento visual. Ele dedicou-se a ler muitas obras, memorizando livros inteiros, tendo supostamente uma memória fotográfica.

A condição certamente enriquece a vida das pessoas com cores. Aos artistas, é ainda mais vantajoso. Como leitor e escritor, a imaginação e a criatividade podem ser aguçadas. Muitos artistas e celebridades são sinestésicos, como Tori Amos, Eddie Van Halen, Friedrich Nietzsche, Stevie Wonder, Vladimir Nabokov e outros.

‘Aprendendo sinestesia’.

Uma das várias formas de sinestesia, em que as pessoas experimentam letras ou números em cores, pode ser treinável. A pesquisa que descobriu isso também indica como desenvolver essas características.

Pesquisadores pensavam que sinestesia seria um componente genético, mas algumas pessoas disseram experimentá-la durante a hipnose. Portanto, um novo estudo surgiu para descobrir se seria possível adquirir sinestesia através de treinamentos.

Para testar a ideia, os investigadores pediram para voluntários lerem um romance em que certas letras eram sempre escritas em vermelho, verde, azul ou laranja.

Antes e depois de lerem o romance, os voluntários realizaram um teste de “aglomeração sinestésica”, no qual eles tinham que identificar uma letra no meio de uma grade de letras pretas que rapidamente piscavam em uma tela. Quando a letra que eles tinham que identificar era uma daquelas coloridas, o desempenho dos voluntários foi melhor.

As pessoas que haviam lido o romance com as letras coloridas tiveram um desempenho melhor do que aqueles que leram em preto e branco. Ou seja, os que treinaram tiveram mais facilidade na realização do teste. https://www.youtube.com/watch?v=qC4x1aZHk8c

Esta entrada foi publicada em Biologia, Medicina, Neurociências. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta